MENU PRINCIPAL
    CANAIS
    PROGRAMAS
 
:: ENQUETE REGÊNCIA FM ::
Você já tem candidato definido para eleição presidencial deste ano?
SIM?
NÃO?


Ver Resultados
 
CADASTRE E RECEBA
NOSSAS NOVIDADES
RÁDIO REGÊNCIA FM - 107,1 MHz : 1º Lugar ::
Nome:
E-mail:
 
SOMOS AFILIADOS
 
SOMOS AUDITADOS
 
LINKS
Associação Internacional de Radiodifusão - Internacional Associação de Broadcasting
Liberdade de Imprensa
Conselho Executivo das Nomas-Padrão
Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária
Associação Brasileira de Anunciantes
Todos Pela Educação
Denuncie Rádio Ilegal

 

 
Liminar anula Processante para cassar prefeito de Agudos
Juíza argumenta que relatora e esposa do vice é parte interessada
 Foto: Divulgação 
A Justiça de Agudos concedeu liminar em mandado de segurança anulando todos os atos da chamada "Comissão Processante do Nepotismo", inclusive a sessão de votação do relatório final pedindo a cassação do mandato do prefeito Altair Francisco Silva do PRB, que seria realizada nesta quarta-feira, 12,na Câmara Municipal. O presidente da Casa, Glauco Luis Costa Ton do MDB, informou que já foi notificado e irá acatar a decisão.
A liminar da juíza Ana Carolina Achoa Aguiar Siqueira de Oliveira foi publicada nesta segunda-feira, 10. Nos autos, a defesa do prefeito argumentava que a vereadora Ana Maria Caputti do PRB estaria impedida de atuar na Processante por ser parte interessada. A parlamentar, que foi relatora, é esposa do vice-prefeito de Agudos, Jaime Caputti, e, com a eventual cassação de Altair, o seu marido assumiria o cargo.
O prefeito comemorou a decisão e afirmou que "só quer poder trabalhar". "Eu avalio essas CPs como perseguição. Historicamente, nunca existiu uma Processante em Agudos. Comigo já é a terceira, fora as tentativas e fora as CEIs que foram abertas", declara. "Eles (oposição) não se contentam por ter ocorrido a alternância no poder e estão se valendo do momento difícil que o município está passando".
Altair conta que, desde o início do mandato, vem tentando equacionar alguns problemas, como o inchaço da folha de pagamento. "A gente está encontrando muita dificuldade administrativa por conta dessa questão de recurso e também pelas medidas impopulares que eu tenho que tomar para sanear as contas da prefeitura", diz. Entre essas medidas, segundo ele, estão exoneração de aposentados que continuavam trabalhando, comissionados e servidores com altos salários e corte de horas extras.
De acordo com o presidente da Câmara, na próxima segunda-feira, 17, deverá ser realizado o sorteio de novos membros para o início dos trabalhos de uma nova CP.
A abertura da CP contra o prefeito de Agudos foi aprovada pela Câmara por 9 votos a 4 no último dia 11 de junho e teve como base denúncia protocolada na Casa por munícipe envolvendo a suposta contratação de empresas de familiares do prefeito, sem licitação, para prestarem serviços à prefeitura.

Notícia Postada em 12/09/2018 às 11:45:44 por: Jornalismo Rádio Regência FM






Copyrigth © 2018 RÁDIO REGÊNCIA FM - 107,1 MHz : 1º Lugar :: .Todos os direitos reservados

Rua Pedro de Toledo, 355 - Cep 16400-101 - Lins - SP | 14 3522-1722 | regenciafm@terra.com.br
 
  Termos de Uso Administrado por: Edaz Comunicação