MENU PRINCIPAL
    CANAIS
    PROGRAMAS
 
:: ENQUETE REGÊNCIA FM ::
Você já tem candidato definido para eleição presidencial deste ano?
SIM?
NÃO?


Ver Resultados
 
CADASTRE E RECEBA
NOSSAS NOVIDADES
RÁDIO REGÊNCIA FM - 107,1 MHz : 1º Lugar ::
Nome:
E-mail:
 
SOMOS AFILIADOS
 
SOMOS AUDITADOS
 
LINKS
Associação Internacional de Radiodifusão - Internacional Associação de Broadcasting
Liberdade de Imprensa
Conselho Executivo das Nomas-Padrão
Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária
Associação Brasileira de Anunciantes
Todos Pela Educação
Denuncie Rádio Ilegal

 

 
Obra para aprofundar hidrovia causa explosões e assusta moradores em Buritama
Empresa usa dinamite para explodir rochas, o que provoca desaparecimento de peixes e rachaduras em casas ribeirinhas
 Foto: Divulgação 
As obras para aprofundar o canal da hidrovia Tietê-Paraná estão assustando os moradores de Buritama, na região de Araçatuba, por causa das explosões. Para fazer as obras é preciso explodir as rochas no fundo do rio. A obra também está prejudicando a pesca, e provocando rachaduras nas casas ribeirinhas.
A obra começou em fevereiro do ano passado e será feita ao longo de 10 quilômetros da hidrovia, ponto considerado crítico para a navegação. Com a escavação, o canal de navegação de acesso à eclusa de hidrelétrica Nova Avanhandava, em Buritama, vai ganhar 2,4 metros de profundidade.
Para isso, a empresa precisa fazer explosões nas rochas que ficam no fundo do rio. Primeiro, os funcionários fazem o trabalho de perfuração das rochas, porque depois eles vão colocar as dinamites para as explosões.
Normalmente a empresa responsável pela obra coloca placas informando sobre o dia e horário das detonações, que geralmente são feitas de segunda a sábado, tanto de dia quanto a noite.
Só que a obra tem sido motivo de muita reclamação de pescadores e ribeirinhos que moram às margens do Rio Tietê. O pescador Gervásio Rodrigues da Silva pesca na região há 35 anos e diz que as explosões estão afastando os peixes.
Além do problema com a pesca, quem vive às margens do rio está reclamando que as explosões estão provocando rachaduras nas casas. José Antônio Ciaticosqui é morador no local e diz que na casa dele as rachaduras apareceram no chão e em algumas paredes.
Sobre as rachaduras, o Departamento Hidroviário do Estado de São Paulo disse que a empresa contratada para fazer a obra não tem registros desse problema e que está monitorando as vibrações e os ruídos causados pelas explosões
Em relação ao desaparecimento dos peixes, a informação é que a obra possui o licenciamento ambiental e o departamento tem se esforçado para minimizar o impacto das explosões.

Notícia Postada em 10/08/2018 às 10:10:35 por: Jornalismo Rádio Regência FM






Copyrigth © 2018 RÁDIO REGÊNCIA FM - 107,1 MHz : 1º Lugar :: .Todos os direitos reservados

Rua Pedro de Toledo, 355 - Cep 16400-101 - Lins - SP | 14 3522-1722 | regenciafm@terra.com.br
 
  Termos de Uso Administrado por: Edaz Comunicação