MENU PRINCIPAL
    CANAIS
    PROGRAMAS
 
:: ENQUETE REGÊNCIA FM ::
A entrada de menores em manifestações artísticas com enfoque na sexualidade deve ser permitida?
SIM
NÃO


Ver Resultados
 
CADASTRE E RECEBA
NOSSAS NOVIDADES
RÁDIO REGÊNCIA FM - 107,1 MHz : 1º Lugar ::
Nome:
E-mail:
 
SOMOS AFILIADOS
 
SOMOS AUDITADOS
 
LINKS
Associação Internacional de Radiodifusão - Internacional Associação de Broadcasting
Liberdade de Imprensa
Conselho Executivo das Nomas-Padrão
Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária
Associação Brasileira de Anunciantes
Todos Pela Educação
Denuncie Rádio Ilegal

 

 
Audiência de conciliação discute rumos da greve
Reunião para debater dissídio coletivo será realizada hoje, 16, no TRT em Campinas
O Sindicato dos Auxiliares e Técnicos de Enfermagem e Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Bauru e Região – SindSaúde, deu entrada em processo de dissídio coletivo no Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região (TRT-15), para discutir os rumos da greve dos funcionários da Saúde que atuam nos hospitais de Base, Estadual, Maternidade Santa Isabel e Ambulatório Médico de Especialidades - AME. Hoje completam sete dias de paralisação. O pedido foi acatado pelo órgão, que marcou a audiência para essa quarta-feira,16, às 13h30, na sede do TRT-15, em Campinas.
No fim da tarde da última sexta, 11, a categoria enviou uma contraproposta à Famesp, gestora das unidades, abrindo mão dos 3,5% de reajuste salarial, desde que os benefícios fossem mantidos. Em nota, a Fundação disse que teve conhecimento da assembleia enquanto analisava o documento, nessa segunda, 14, à tarde, e criticou a iniciativa.
A Fundação diz que as negociações ainda não tinham sido esgotadas e que o prazo de cinco dias para análise da contraproposta, imposto pelo próprio sindicato, não havia sido respeitado. "Diante disso, não resta outra alternativa a não ser aguardar a oitiva. A Famesp lamenta que o SindSaúde conduza a situação dessa forma, transparecendo que, de fato, nunca teve interesse em negociar", frisa.
Advogado do sindicato, Evandro de Oliveira Garcia disse que o objetivo da audiência é que o TRT-15 aprecie a situação da greve. Ele reforça que a categoria está cumprindo a liminar obtida pelo Ministério Público na última sexta, exigindo 100% do efetivo em setores essenciais e 50% nos demais serviços. "Vamos aguardar a audiência com o Tribunal para avaliar se iremos entrar com recurso contra a liminar".
O promotor Enilson Komono, que atua na área de saúde pública do município, confirmou que a categoria está cumprindo a ordem judicial. "Portanto, o MP está apenas acompanhando o movimento, para que o atendimento aos pacientes seja, de fato, preservado", declara.
Segundo o advogado do SindSaúde, a adesão à paralisação caiu. Ontem estavam parados em torno de 50 trabalhadores. “A liminar causou um certo receio e ainda continuam circulando notícias de punição aos trabalhadores parados", aponta.

Notícia Postada em 16/05/2018 às 11:28:19 por: Jornalismo Rádio Regência FM






Copyrigth © 2018 RÁDIO REGÊNCIA FM - 107,1 MHz : 1º Lugar :: .Todos os direitos reservados

Rua Pedro de Toledo, 355 - Cep 16400-101 - Lins - SP | 14 3522-1722 | regenciafm@terra.com.br
 
  Termos de Uso Administrado por: Edaz Comunicação